Está aqui

Partilhas à Quarta (2020/2021) - Sessões- Sessão 5

Início    |    Sessões (2020/2021)    ::::    ▶ Sessão 5◀

 

Sessão 5: 28 de abril 2021 às 21h (60 minutos)

 


1.ª Partilha - "Clubes de Programação e Robótica"

 "Clubes de Programação e Robótica"
Escola: 
Escola Secundária de Avelar Brotero, Coimbra

              

Breve descrição/resumo:

A Rede Nacional de Clubes de Programação e Robótica (CPR), criada no ano letivo 2014/2015, tem alcançado uma projeção significativa nas escolas portuguesas, tendo sido registados, no último ano, 398 Clubes, abrangendo todos os distritos do país e alunos de todos os níveis de ensino.
A Direção‐Geral da Educação, promove anualmente o Concurso Clubes de Programação e Robótica, destinado a todos os Agrupamentos de Escolas/Escolas não Agrupadas de Portugal Continental. A participação neste concurso CPR implica que, numa primeira fase, os candidatos apresentem o Projeto e Plano Anual de Atividades do respetivo CPR. Numa fase posterior, os CPR participarão num evento, onde serão selecionados os CPR que demostrem o trabalho mais relevante. Esses CPR estarão presentes no evento final, para uma cerimónia entrega de prémios.
O Clube PRODE (Clube de Programação Robótica e Design) é um clube dedicado à promoção do interesse pelas CTEAM - Ciências, Tecnologias, Engenharia, Arte e Matemática destinado a alunos do ensino secundário. Criado no ano letivo 2014/2015, integra a rede de Clubes de Programação e Robótica da DGE desde a sua criação. Desde 2018/2019 integra também a rede de Clubes Ciência Viva na Escola. Dinamiza um conjunto de atividades, incluindo sessões semanais para alunos e a participação em diferentes iniciativas e projetos. Promove o envolvimento ativo de alunos em concursos, em especial no domínio da programação e da robótica.

 

Apresentação/Media:

 

Nome e curta biografia:

Antonio Silva (antonio.silva@dge.mec.pt)

Licenciado em Ensino Básico - 1.º Ciclo desde 1999. Pós-graduado em Filosofia e Ação Educativa pela Universidade Católica Portuguesa. Lecionou no ensino privado durante três anos. Depois disso, tornou-se professor na rede pública de ensino.
Integrou a Direção de um Agrupamento de Escolas durante 6 anos.
Atualmente desenvolve atividade na Direção-Geral de Educação, na Equipa de Recursos e Tecnologias Educativas. Coordenou diversas iniciativas como a "Iniciação à Programação no 1.º Ciclo", "Probótica" e a área das "TIC no Currículo".
A nível internacional, coordenou os projetos "MENTEP" e "TeachUP" da European Schoolnet e é EduCoordinator da iniciativa da Comissão Europeia "Codeweek".
Atualmente, integra o grupo de trabalho que organiza o Plano de Capacitação Digital dos Docentes, desenvolvido no âmbito do Plano de Ação para a Transição Digital.

João Sá  (joaosa@gmail.com)

Licenciado e Mestre em Engenharia Informática pela Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Coimbra, com profissionalização em serviço pela Escola Superior de Educação do Porto, é professor de informática na Escola Secundária de Avelar Brotero, em Coimbra. Dinamiza, desde 2014, o clube PRODE (Clube de Programação, Robótica e Design). É formador de professores e desempenha atualmente o cargo de presidente do conselho geral na sua escola. Entusiasta das novas tecnologias e do desenvolvimento científico, procura compreender o impacto destas na sociedade e no desenvolvimento humano.

 

 

 

 


2-ª Partilha - "Clubes de Informação e Comunicação"

"Clubes de Informação e Comunicação" 
 
clubes.ic@dge.mec.pt
Escola: Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, Vila Nova de Famalição
              

Breve descrição/resumo:

Os Clubes de Informação e Comunicação são uma iniciativa promovida pela Direção-Geral da Educação (DGE), através da Equipa de Recursos e Tecnologias Educativas (ERTE). 
Uma vez que as escolas desenvolvem atividades no âmbito dos seus clubes, como TV Escolar, Rádio Escolar, Podcast, Fotografia, Blogue, Newsletter e Jornal, a DGE convidou os Agrupamentos de Escolas/ Escolas não agrupadas a identificarem esses mesmos clubes, com a finalidade de estes integrarem a rede nacional de Clubes de Informação e Comunicação.  
Com esta iniciativa, os Agrupamentos de Escolas/Escolas não agrupadas, uma vez integrados nesta rede de Clubes, passam a fazer parte de uma comunidade de prática que terá como objetivo não só o apoio, mas também a divulgação de práticas de referência na utilização das diferentes tecnologias, em contexto educativo, permitindo, assim, divulgar o trabalho realizado pelos alunos, nas suas Comunidades Educativas.  
Sendo a escola um importante veículo para a aprendizagem e o exercício da cidadania, o Clube Europeu, o programa Escola Embaixadora do Parlamento Europeu e os Clubes de Informação e Comunicação contribuem para a formação e envolvimento dos alunos no projeto de construção europeia, incrementando a sua participação, reforçando a proteção dos seus direitos e deveres, fortalecendo assim a identidade e os valores de cidadania europeus.
Os alunos que pertencem a estes projetos, dos 8 aos 18 anos, trabalham ao longo do ano temas associados à Europa, como dias comemorativos nacionais, europeus e mundiais e participam em concursos onde colocam à prova os seus conhecimentos europeus, certos de que contribuem para a sua literacia e de toda a comunidade.
Elaboram ensaios críticos sobre temáticas atinentes aos desafios da Europa, participam em fóruns, sessões plenárias e comissões com outros jovens europeus e personalidades políticas nacionais e europeias, pondo à prova o seu sentido crítico e a sua criatividade.   
São participantes ativos em sessões informativas dos centros Europe Direct, Representação do Parlamento Europeu em Portugal e da Comissão Europeia. 
Colaboram com a estratégia do AECCB de educação para a cidadania, através da tutoria de pares. 
Idealizam, concretizam, avaliavam e disseminam atividades para a comunidade local, como campanhas, inquéritos de opinião, chás com eurodeputados, divulgação de iniciativas europeias.
Têm reuniões semanais onde apresentam e discutem temas europeus e distribuem trabalho, entre eles, para a construção de instrumentos pedagógicos para apresentação à comunidade.
O resultado do trabalho é igualmente apresentado na plataforma eTwinning, em diversos projetos, nomeadamente nos projetos “Plus Particapatory Democracy, Plus Activen Citizenship e EPAS, com a colaboração de cerca de 10 países e várias escolas.
Certos de que um jornal seria um outro meio de chegar à comunidade nacional e internacional, escrevem diversos artigos de opinião, e elaboram o Jornal Europeu, multilingue, que terá a sua 4ª edição no final deste trimestre, com artigos recolhidos de todos os parceiros nacionais e internacionais, sujeitos a um tema atual global.

 

Apresentação/Media: 

 

Nome e curta biografia:

Teresa Marques ( teresa.marques@dge.mec.pt)

Possui Licenciatura em Ensino - curso de Professores do Ensino Básico -, variante Educação Visual e Tecnológica. Integra, desde 2019, a Equipa de Recursos e Tecnologias Educativas, da Direção-Geral da Educação, onde colabora em diversas iniciativas, relacionadas com Cidadania sendo responsável pela iniciativa Clubes de Informação e Comunicação. 
Atualmente integra também o grupo de trabalho do Plano de Capacitação Digital de Docentes, desenvolvido no âmbito do Plano de Ação para a Transição Digital.

 

Carla Manuela Ribeiro Machado (1986@aeccb.pt)

Licenciada em Português-Inglês pela Universidade do Minho em 1995. Mestre em Língua, Cultura e Literatura Inglesas, pela Universidade do Minho em 2009. Pós-graduada em Gestão de Bibliotecas Escolares, pelo ISLA Leiria em 2015. Formadora nos domínios de Inglês, Literatura Inglesa, Didática do Inglês e Organização de Bibliotecas Escolares. Leciona Inglês, grupo de recrutamento 330, no Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, em Vila Nova de Famalicão. Atualmente, coordena o Clube Europeu, Escola Embaixadora do Parlamento Europeu, Euroscola, Eco-Escolas, Jovens Repórteres para o Ambiente, Escola Azul e Apps for Good. Membro da Equipa de Internacionalização de Projetos.

Elisa Maria Domingues da Costa (elisacosta@aeccb.pt)

Licenciada em Ensino de História e Ciências Sociais pela Universidade do Minho em 1988. Mestre em História e Cultura Medievais pela Universidade do Minho em 1999. Pós-graduada em Supervisão em Ensino de História e Ciências Sociais pela Universidade do Minho em 2008. Leciona História A, grupo de recrutamento 400, no Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco de Vila Nova de Famalicão. Formadora nas áreas da avaliação externa de História A (IAVE), avaliação das aprendizagens, História, Didática da História e projetos internacionais.  Vários anos de experiência profissional como professora do Ensino Especial, orientadora de estágio da formação inicial de professores, e coordenadora do programa Escola Embaixadora do Parlamento Europeu, Parlamento dos Jovens-Secundário, Euroscola e Clube Europeu. Presentemente, é coordenadora do Departamento de Ciências Sociais e Humanas, membro da Equipa de Internacionalização de Projetos, mentora e coordenadora de projetos Erasmus+.